Posts Tagged ‘ radicais ’

Trilhas de SP ganham guia com 40 atrações em 19 áreas protegidas


JULIANA VENTURA
da Revista da Hora

Quem gosta de fazer trilhas e praticar ecoturismo e não quer sair do Estado para achar um passeio legal não tem com o que se preocupar. Só o projeto Trilhas de São Paulo lista 40 trilhas, em 19 áreas protegidas, que estão em bom estado de conservação e dentro dos padrões de sinalização estabelecidos pela Fundação Florestal, da Secretaria do Meio Ambiente do Estado de São Paulo.

Há opções para quem não quer ir longe da capital e para quem pretende fazer uma visita mais longa ao interior ou ao litoral.

Lançado no ano passado, o programa ganhou mais um incentivo. Agora, o passaporte Trilhas de São Paulo –um guia que traz mapas e informações sobre os passeios– pode ser adquirido pela internet (intranet.seade.gov.br/publishop). São R$ 5 mais o frete. O livreto também pode ser comprado em qualquer parque e na sede da Secretaria do Meio Ambiente (mais informações na página www.ambiente.sp.gov.br).

Quem utiliza o passaporte (a taxa de entrada nos parques não está inclusa) ganha brindes. “A cada trilha, o livro, que divide as trilhas por graus de dificuldade, é carimbado”, explica Anna Carolina Lobo, uma das organizadoras do projeto. Ao completar o primeiro nível, o prêmio é um squeeze; já no nível médio, um porta-squeeze. Para o nível alto, o brinde é uma mochila. “Quem fizer tudo recebe uma camiseta feita com fibra de PET reciclado.”

O dinheiro arrecadado vai para o fundo de conservação dos parques. “Para o fim deste ano, está previsto o lançamento de um passaporte de trilhas subaquáticas.” Dos passeios do livro, dois estão suspensos: o rafting no rio Paraibuna, que deve voltar no segundo semestre, e a trilha do Corisco, sem previsão de retomada.

Cuidados

A recomendação antes de fazer qualquer trilha é prestar atenção ao nível de dificuldade. Quem não tem experiência ou sofre de problemas de saúde deve fazer uma avaliação médica. Uma boa dica de segurança é andar sempre em grupos, principalmente nas trilhas mais difíceis, e procurar a orientação de um monitor. Segundo os parques, ligar antes para saber condições climáticas e restrições é recomendável.

Para caminhar nos arredores da capital

Trilha do Pai Zé (nível de dificuldade alto)
Extensão: 3,6 km (ida e volta)
O que ver: ponto mais alto da cidade de São Paulo
Diariamente, das 7h às 16h30. No Parque Estadual do Jaraguá (r. Antonio Cardoso Nogueira, 539, São Paulo, tel. 0/xx/11 3945-4532). Há o limite de 45 pessoas. Grátis.

Adaptação da Folha Online. [Clique para saber as demais atrações].

Anúncios
Anúncios