Archive for the ‘ Saúde ’ Category

Diminui o orçamento da Subprefeitura Jaraguá/Pirituba para 2012

No final do ano de 2011, a Câmara Municipal de São Paulo aprovou um aumento de mais de R$3 bilhões no orçamento da capital paulista para o ano de 2012. Com o aumento, o orçamento previsto para a Prefeitura de São Paulo ultrapassa os R$38 bilhões, que serão aplicados, entre outros destinos, em educação, saúde, pagamento de dívidas, juros, amortizações e precatórios, aumento na gratificação destinada aos professores, guardas civis metropolitanos e profissionais da área da saúde, projetos urbanos na cidade e, claro, obras de “maquiagem eleitoral”, já que neste ano a população irá às urnas decidir quem ocupará a cadeira de prefeito no próximo ano.

Porém, apesar do aumento no orçamento, o repasse do dinheiro para as subprefeitura teve cortes que chegam à 45% em algumas das subprefeituras da capital, como é o caso de M’Boi Mirim, ou Capela do Socorro, que teve um corte de 29%. Em contrapartida, a subprefeitura de Pinheiros, que hoje tem um Índice de Desenvolvimento Humano (IDH) superior à Noruega, foi ‘premiada’ com 15% de aumento no orçamento para o ano de 2012.

Para nós, moradores localizados na área da Subprefeitura Pirituba/Jaraguá, as notícias não são das melhores. Com um orçamento de R$36.220.114 em 2011, a Câmara aprovou uma redução de 4% para esse ano, estabelecendo como orçamento um valor de R$34.757.566.

Fonte: Prefeitura de São Paulo / G1 / O Estado de S.Paulo

Anúncios

Agenda 2012

No início de 2009 foi criado pela Prefeitura de São Paulo um programa de metas chamado de Agenda 2012. Esse programa tem como objetivo apontar as ações prioritárias da administração em cada uma das 31 subprefeituras existentes na cidade.

O programa, que possui 223 metas a serem cumpridas até o final da gestão do atual prefeito, teve expeciências similares em outros lugares do mundo, como Minneapolis (EUA), Barcelona (Espanha) e Bogotá (Colômbia) e tende a deixar a cidade mais justa, sustentável, criativa, empregadora, eficiente e inclusiva aos cidadãos. São Paulo foi a primeira cidade brasileira a aprovar um programa de metas como esse. E, segundo lei criada pelo governo federal, todas as metas devem ser de conhecimento da população, por isso foi criado pela prefeitura paulistana o site www.agenda2012.com.br onde todo cidadão pode acompanhar o andamento de cada uma das metas definidas.

Aqui no Blog do Jaraguá você fica sabendo quais foram essas metas criadas pela Subprefeitura Pirituba / Jaraguá para o distrito do Jaraguá.


– Ampliação do Programa Saúde da Família
– Atendimento a 100% das crianças cadastradas para vagas em pré-escola (3 a 5 anos)
– Implantação da jornada de seis horas nas EMEIs
– Implantação da jornada de sete horas nas EMEFs
– Implantação do ciclo de nove anos no Ensino Fundamental
– Atendimento a família no Programa de Urbanização de Favelas
– Atendimento a família no Programa de Regularização Fundiária


– Profissionalização do estudante por meio de ensino técnico


– Implantação de Posto de Coleta Voluntária de Material Reciclável em escolas, unidades de saúde e outros locais conveniados
– Implantação do Programa Pura (economia de água) em 100% das escolas

As ações acima são as apontadas diretamente ao distrito do Jaraguá, mas não significa que apenas essas ações serão tomadas no bairro. Outras metas são aplicáveis a todo município, além de outras que não foram regionalizadas por completo.

Farei aqui no blog posts regulares a respeito desse programa, mas é possível fazer o monitoramento diretamente do site criado pela prefeitura.

null

Jaraguá recebe o 16º Centro de Referência da Assistência Social

O bairro do Jaraguá recebeu, no mês de setembro, a 16ª unidade do CRAS (Centro de Referência da Assistência Social) da cidade de São Paulo. No local são oferecidos serviços de proteção social e inclusão em programas sociais.

A unidade implantada no bairro é a pioneira no programa da Prefeitura de São Paulo de colocar, em cada um dos 91 distritos do município, uma unidade distrital para aproximar a população dos atendimentos necessários. “O Cras é um instrumento fundamental, pois as pessoas que mais precisam desse atendimento precisam tê-lo ao seu lado. Para que elas possam ir a pé ou, no máximo, pegar um ônibus que circule no bairro e em poucos minutos chegar no equipamento. É isso que vai passar a acontecer aqui no Jaraguá“, disse o prefeito Gilberto Kassab durante a inauguração.

Este slideshow necessita de JavaScript.


Sobre o CRAS Jaraguá
:
Com 164 m² de área construída, o CRAS Jaraguá vai atender cerca de 5 mil pessoas por mês e conta com salas de atendimento individual e de grupos, fraldário, sala para reunião com grupos de famílias, banheiros, sendo um adaptado para deficientes, além de um espaço lúdico para crianças.

Uma equipe multidisciplinar composta por assistentes sociais e de políticas públicas, psicólogos, entre outros profissionais, estará à disposição para atender as demandas dos usuários.

Entre os serviços oferecidos pelo Cras estão a inclusão em programas de transferência de renda e o trabalho em conjunto com a Defesa Civil nos casos de emergência e calamidade pública.

Serviço:
Endereço: Rua Barra Forquilha, 300 – Jardim Panamericano
Horário de atendimento: Segunda à Sexta, das 08hs às 18hs
Telelefone: 3942-4860
E-mail: crasjaragua@prefeitura.sp.gov.br

Fonte: Prefeitura de São Paulo / Blog do Jaraguá (adaptação)
Fotos: Prefeitura de São Paulo

null

Participe do mutirão do lixo eletrônico

Começou nessa quinta-feira, dia 30 de outubro o Mutirão do Lixo Eletrônico. A campanha, organizada pela Secretaria do Meio Ambiente tem como principal objetivo o recolhimento de pilhas, baterias, celulares e carregadores por meio de pontos de coleta espalhados pelo estado de SP.

No Jaraguá, a única urna de coleta está localizada na estação da CPTM, que fica na Estrada de taipas, s/nº (Tel: 3928-1651).

Sobre a campanha
O que fazer quando um celular, uma pilha ou uma bateria deixa de ter utilidade? Essa dúvida paira na cabeça de muitos brasileiros que por não saberem onde descartar esses materiais acabam depositando-os em lixeiras comuns, ou mesmo em caçambas nas ruas, que terão seu conteúdo encaminhado para aterros de resíduos domiciliares ou para descarte inadequado. É aí que se inicia o problema ambiental: a destinação e o depósito inadequado do lixo eletrônico, que pode ser o responsável pela contaminação de rios, de reservatórios, do solo, além de originar danos à saúde humana. A questão do descarte correto do e-lixo é o que a Secretaria Estadual do Meio Ambiente quer debater com a sociedade nessa ação. O material que será recolhido nos pontos de coleta, espalhados por todo o Estado, será descaracterizado e destinado de forma correta para o meio ambiente e a saúde humana.

Para saber tudo sobre a campanha, acesse o site http://www.ambiente.sp.gov.br, saiba a importância do descarte correto desse tipo de resíduo e participe da promoção cultural que distribuirá ingressos de cinema.

Anúncios